CSP promove reunião secreta para debater fuga em Mossoró

Da Agência Senado | 22/02/2024, 15h49

A recente fuga de dois presos do presídio federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, será tema de audiência reservada da Comissão de Segurança Pública (CSP). Na reunião, que será feita em caráter restrito, devem ser ouvidas autoridades do Ministério da Justiça e Segurança Pública ligadas ao sistema penitenciário. A audiência está marcada para terça-feira (27), às 11 horas.

De acordo com as investigações, os dois fugitivos teriam feito um buraco no teto das celas onde estavam durante a madrugada. Depois de acessarem uma área de tubulações de água e ventilação, eles teriam chegado a uma área externa, onde usaram ferramentas deixadas por trabalhadores de uma obra que está sendo feita no presídio para cortar o alambrado e escapar.

— É a primeira vez que isso acontece no sistema penitenciário federal. As penitenciárias federais sempre foram uma referência: sem fuga, sem rebelião, sem celular, e têm sido utilizadas desde 2006 para isolamento das lideranças do crime organizado e outros presos perigosos. Fomos agora surpreendidos por esse evento e não podemos ficar alheios a esse debate sobre os presídios federais — disse à Rádio Senado o senador Sergio Moro (União-PR), autor do pedido para a audiência.   

Em pronunciamento em plenário na terça-feira (21), o senador afirmou que a fuga representa um precedente perigoso e que é necessário investigar as falhas que levaram à fuga e tomar medidas para garantir que fatos semelhantes não mais ocorram.

Convidados

Foram convidados para a audiência o secretário nacional de Políticas Penais do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), André de Albuquerque Garcia; o diretor do Sistema Penitenciário Federal, Marcelo Stona; e o diretor de Inteligência Penitenciária da Secretaria Nacional de Políticas Penais do MJSP, Sandro Abel Sousa Barradas.

Em razão do tema, a reunião não será transmitida. Além dos debatedores e parlamentares, só poderão participar servidores da CSP e um assessor de cada senador e de cada convidado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senador Sérgio Moro