Depoimento de Pazuello é adiado para 19 de maio

Da Agência Senado | 04/05/2021, 16h50

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello deve ser ouvido pela CPI da Pandemia no dia 19 de maio. O depoimento dele estava marcado para a manhã de quarta-feira (5), mas o Comando do Exército informou à CPI que o ex-ministro, general da ativa, está em quarentena após ter contato com duas pessoas com covid-19.

No documento enviado por Pazuello e encaminhado pelo Comando do Exército à CPI, o ex-ministro afirmou que poderia manter a data da audiência, com sua participação ocorrendo de forma remota, ou o depoimento poderia ser adiado. O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), propôs então o adiamento e a nova data para o depoimento, que foi aprovada pelos integrantes da comissão.

Eduardo Pazuello foi o ministro que ficou mais tempo à frente da Saúde durante a pandemia do novo coronavírus: dez meses. Sua convocação para depor foi aprovada na última quinta-feira (29). No requerimento feito pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), este afirma que os depoimentos dos ex-ministros da Saúde são imprescindíveis para elucidar as providências tomadas pela pasta para enfrentar a pandemia. Antes de Pazuello, chefiaram esse ministério Luiz Henrique Mandetta, que está depondo nesta terça-feira (4), e Nelson Teich, cujo depoimento está marcado para a manhã de quarta-feira (5). 

Além do pedido de Renan, foram aprovados outros quatro requerimentos para a convocação de Pazuello, dos senadores Eduardo Girão (Podemos-CE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Humberto Costa (PT-PE).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h28 CPI da Pandemia: Encerrada a oitiva do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. A CPI ouvirá o também ex-ministro Nelson Teich nesta quarta (5), a partir de 10h.
18h11 CPI da Pandemia: Questionado sobre o emprego de recursos para a pesquisa de vacinas, Mandetta lembrou que o Ministério da Ciência e Tecnologia apostou em estudos do vermífugo nitazoxanida como medicamento para combater a covid-19
18h00 Testes vencidos: Mandetta vai entregar à CPI dados sobre compra de testes. Omar Aziz (PSD-AM) quis saber se o governo gastou com testes que venceriam, devido à capacidade diária limitada do país para processar amostras recolhidas.
Ver todas ›