Senado é iluminado de laranja para marcar o Dia de Luta contra Queimaduras

Da Comunicação Interna | 01/06/2020, 12h58

Desta segunda-feira (1º) até o fim de junho, o edifício e a cúpula do Senado Federal serão iluminados em laranja em alusão ao Dia Nacional de Luta contra Queimaduras, celebrado no dia 6 de junho e instituído pela Lei 12.026, de 2009. O pedido da iluminação foi feito pelo deputado federal Roberto de Lucena (Podemos-SP), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prevenção de Queimaduras e Atenção Global ao Paciente Queimado da Câmara Federal.

O Ministério da Saúde classifica queimaduras como "feridas traumáticas causadas, na maioria das vezes, por agentes térmicos, químicos, elétricos ou radioativos". Elas costumam afetar os tecidos de revestimento do corpo humano e, nos casos mais graves, podem até atingir músculos, tendões e ossos.

Ainda de acordo com o ministério, cerca de 1 milhão de incidentes com queimaduras acontecem por ano no Brasil, com aproximadamente 2,5 mil mortes por conta desse tipo de ferimento.

Atualmente, o país oferece, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), uma rede especializada no atendimento de queimaduras, com estruturas que vão de ambulatórios a Unidades de Terapia Intensiva (UTI). No DF, o Hospital Regional da Asa Norte (HRan) é uma das maiores referências do Centro-Oeste nesse tipo de tratamento.

A lei que incluiu o dia de conscientização sobre queimaduras no calendário nacional teve origem no PLS 154/1999, do ex-senador Lúcio Alcântara, que era médico.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
19h58 Startups: Foi adiada a votação do projeto que institui linhas especiais de crédito para startups e inclui as empresas no rol dos beneficiários dos fundos constitucionais (PL 5.306/2020).
19h55 Startups: O Senado adiou para quarta-feira (24) a votação do projeto de lei complementar que estabelece o marco legal das startups (PLP 146/2019).
18h18 Programas assistenciais: Os senadores aprovaram a prorrogação da dedução do IR sobre doações aos programas assistenciais Pronon e Pronas (PL 5.307/2020). A proposta segue para votação na Câmara.
Ver todas ›