Permissão para fundações apoiarem produção de vacinas da Fiocruz ganha urgência

Da Redação | 11/12/2018, 20h20 - ATUALIZADO EM 12/12/2018, 13h16

Ao final da sessão deliberativa desta terça-feira (11), os senadores aprovaram requerimento de urgência para a tramitação do PLC 132/2018, que permite o auxílio de fundações de apoio à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a produção e o fornecimento de vacinas, medicamentos e outros insumos e serviços para a saúde, principalmente por meio de projetos de atendimento a demandas internacionais.

Com a aprovação do requerimento de urgência do senador Paulo Rocha (PT-PA), o projeto, que aguardava relator na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), será incluído na pauta de votações do Plenário do Senado a partir desta quarta-feira (12).

O PLC 132/2018, do deputado Simão Sessim (PP-RJ), estabelece que as fundações de apoio poderão captar e receber diretamente os recursos financeiros necessários, sem passar pela conta única do Tesouro Nacional.

Segundo o autor do projeto, a mudança na legislação facilitará o cumprimento, pela Fiocruz, de demandas internacionais de fornecimento e exportação da vacina contra febre amarela, cuja produção por laboratórios privados não tem atratividade.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h50 Embaixador do Brasil no Paquistão: Por 69 votos a favor, um contra e uma abstenção, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Olyntho Vieira para o cargo de embaixador do Brasil no Paquistão (MSF 3/2019).
18h35 Acesso a informação: O Plenário aprovou o Projeto de Lei da Câmara 42/2015, que torna obrigatória a divulgação de desempenho para os não-classificados em seleção para cursos superiores. A matéria vai a sanção.
Ver todas ›