Política Nacional da Erva-Mate segue para análise presidencial

Da Redação | 04/12/2018, 19h21 - ATUALIZADO EM 07/01/2019, 11h27

O Senado aprovou nesta terça-feira (4) o projeto que institui a Política Nacional da Erva Mate. O texto prevê medidas como a oferta de linhas de crédito e o financiamento em condições favoráveis para a produção, industrialização e comercialização do produto. O PLC 72/2017 segue para análise presidencial.

De acordo com a senadora Ana Amélia (PP-RS), que relatou a proposta na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA),  a erva-mate é o principal produto florestal não madeireiro da Região Sul e gera renda para 180 mil produtores familiares, numa cadeia produtiva que responde por 700 mil postos de trabalho e tem cerca de 700 empresas beneficiadoras. Ela e o senador Dalirio Beber (PSDB-SC) comemoraram a aprovação.

— É um assunto que interessa sobremaneira ao sul do país, porque o Rio Grande do Sul é o maior produtor, seguido do Paraná e Santa Catarina — disse Beber.

O texto, do deputado Afonso Hamm (PP-RS), também prevê assistência técnica e extensão rural de qualidade, especialmente aos agricultores familiares e aos pequenos e médios produtores. Também deverão ser estimulados investimentos em inovação tecnológica da produção e da industrialização, com foco no aumento da produtividade e da qualidade e na ampliação do mercado consumidor.

Outras incumbências do poder público serão apoiar o comércio interno e externo da erva-mate e de seus derivados e priorizar acordos e parcerias com entidades públicas e privadas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h08 Ministro da Saúde: A Comissão de Assuntos Associais aprovou requerimento que convida o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a comparecer na comissão para esclarecer as mudanças no atendimento à saúde mental no país.
09h49 Reforma da Previdência: Entre os itens da proposta entregue por Bolsonaro ao Congresso, está a definição das idades mínimas de aposentadoria para trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público.
09h48 Vice da CCT: A senadora Selma Arruda (PSL-MT) foi eleita vice-presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia para o biênio 2019/2020. O presidente, escolhido na semana passada, é o senador Vanderlan Cardoso (PP-GO).
Ver todas ›