Rose de Freitas defende saque do FGTS pelo trabalhador que pedir demissão

Da Redação e Da Rádio Senado | 28/11/2018, 20h01 - ATUALIZADO EM 28/11/2018, 20h05

A senadora Rose de Freitas (Pode-ES) defendeu nesta quarta-feira (28) em Plenário que o trabalhador, ao pedir demissão, possa sacar integralmente o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Ela é a autora do PLS 392/2016, que permite o saque do FGTS pelos trabalhadores e está na pauta do Plenário.

Para a senadora, é preciso dar fim à ideia de que o Estado deve tutelar o trabalhador e decidir por ele como investir os seus próprios recursos. Rose de Freitas pediu a todos os senadores o apoio ao seu projeto e rebateu críticas que tem sido feitas à proposta.

— Sugerem que haveria o risco de que muitos se demitissem para ter acesso ao Fundo de Garantia. Esse tipo de argumento é ridículo. Ele não se sustenta, pois parte até da ideia que o empregado vai preferir sacar o seu Fundo de Garantia a manter o seu emprego. Isso é irracional — argumento Rose de Freitas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h19 Presidente da CRA: Senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) e senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) são eleitos, por aclamação, presidente e vice-presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária para o biênio 2019-2020.
10h04 Eleição de dirigentes da CAS: Os membros da Comissão de Assuntos Sociais elegerem o senador Romário (Pode-RJ) como presidente e o senador Styvenson Valentim (Pode-RN) como vice-presidente do colegiado.
Ver todas ›