Comissão de Orçamento deve votar créditos de R$ 10 bilhões

Carlos Penna Brescianini | 09/11/2018, 18h44

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) deve analisar entre 13 e 15 de novembro diversos projetos do governo federal que abrem crédito especial ou suplementar de cerca de R$ 10 bilhões para ministérios e outros órgãos públicos. As propostas devem ser apreciadas pelo colegiado antes de irem ao Plenário do Congresso. O deputado Mário Negromonte Jr. (PP-BA), presidente da comissão, afirmou que está decidido a votar os créditos rapidamente:

— Da nossa parte, temos todo o interesse em limpar a pauta da Comissão.

Veja a seguir uma relação de projetos na pauta da CMO:

Créditos de mais de R$ 50 mi pendentes de análise
PLN 22/2018 Concede um crédito suplementar de mais de R$ 390 milhões para a Presidência da República, ministérios, Controladoria e permite diversas operações de crédito
PLN 28/2018 R$ 9,8 bilhões para a Previdência Social
PLN 31/2018 Concede crédito especial de R$ 52,8 milhões para diversos órgão da Justiça
PLN 35/2018 R$ 140 milhões ao Ministério da Defesa, para a Força Aérea Brasileira
PLN 36/2018 R$ 9,8 bilhões para a Previdência Social
PLN 38/2018 Concede um crédito suplementar de R$ 435 milhões a cinco ministérios, entre eles o da Justiça e da Segurança
PLN 40/2018 Abre um crédito suplementar a diversas companhias de docas do Brasil: Ceará, Espírito Santo, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. Valor de R$ R$ 63,3 milhões
PLN 43/2018 Concede um crédito suplementar de R$ 240 milhões, destina esse valor ao investimento em empresas estatais
PLN 44/2018 Destina por sua vez um crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para a Previdência, Ministérios e Empréstimos
PLN 45/2018 Concede R$ 100 milhões em crédito especial à Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron)
PLN 47/2018 É o de maior valor desse grupo, pois concede R$ 5,3 bilhão para empréstimos e diversos órgãos do governo
PLN 48/2018 Concede um crédito especial de R$ 1,5 bilhão para empréstimos e diversos ministérios, como Meio Ambiente, Defesa, Ciência e Tecnologia

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)