População precisa escolher entre democracia e truculência, afirma Vanessa

Da Redação | 24/10/2018, 13h15 - ATUALIZADO EM 25/10/2018, 14h01

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) foi à tribuna nesta quarta-feira (24) para fazer um apelo aos eleitores brasileiros e chamar a atenção para o momento crucial vivido pela democracia do país. Segundo ela, é hora de a população escolher “entre o caminho da democracia e do respeito às liberdades e o caminho da truculência”.

A parlamentar fez críticas ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, e lembrou que ele tem criminalizado entidades legalmente estabelecidas, como organizações não governamentais e os movimentos sociais dos sem-teto e sem-terra.

— Eu defendo o socialismo porque defendo uma sociedade mais justa e quero ter a possibilidade de continuar essa defesa onde quer que esteja, de forma pacífica e sem violência — afirmou.

A senadora também leu um artigo publicado no jornal El País, sobre a ascensão de Adolf Hitler ao governo alemão. Na opinião da parlamentar, o texto se encaixa perfeitamente à situação política vivida atualmente pelo país.

Manaus

Vanessa dedicou parte de seu discurso para uma homenagem a Manaus, que está completando 349 anos. Segundo ela, a cidade vem crescendo e superando obstáculos. Um deles é o crescimento demográfico.

— Talvez Manaus seja uma das cidades mais problemáticas por conta da explosão demográfica que sofremos. Até o início dos anos 1970, a capital tinha uma população que não chegava a 300 mil habitantes e hoje temos mais de 2 milhões de pessoas — afirmou.

A senadora disse ainda ser muito grata à cidade e ao estado que lhe abrigaram ainda quando era criança.

— Digo a todos e a todas que sabem que eu não nasci lá: muito mais importante que você nascer em algum lugar é você escolher o lugar para ser a sua cidade, para ser o lugar pelo qual você lutará para melhorar as condições de toda a gente que vive naquele ambiente.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)