Conheça os candidatos ao Senado por Santa Catarina

Da Redação | 02/10/2018, 20h17 - ATUALIZADO EM 28/02/2019, 16h01

SANTA CATARINA - SC

Andreá Luciano Carvalho (PCO)

1º suplente: Marina Nienow de Barros (PCO)
2º suplente: Ronaldo Loureiro (PCO)

Andreá Luciano Carvalho é natural de Criciúma (SC) e tem 46 anos. Formada em secretariado e no curso de pedreiro de alvenaria, a candidata do Partido da Causa Operária trabalha hoje como comerciária em Blumenau. Sua candidatura chegou a ser indeferida, mas um recurso do seu partido junto à Justiça Eleitoral garantiu sua presença na disputa.

Diego Mezzogiorno (Rede)

1º suplente: Heli Schlickmann (Rede)
2º suplente: Alexandre Lemos (Rede)

Diego Oliveira de Paola, 35 anos, nasceu em São José dos Campos (SP) e consultor internacional. É conselheiro na Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura e fundador da Fundação Nacional Ítalo-Brasileira, e trabalha no estreitamento das relações entre os dois países. É formado em Administração de Hoteis, setor em que trabalhou.

Esperidião Amin (PP)

1º suplente: Geraldo Althoff (PSD)
2º suplente: Denise dos Santos (PSD)

Esperidião Amin Helou Filho nasceu em Florianópolis e tem 70 anos. É formado em Administração e Direito. Na década de 1970, foi prefeito de Florianópolis, nomeado pelo governo militar. Em 1988, pelo voto direto, voltou ao comando da prefeitura da capital. Foi duas vezes governador de Santa Catarina e senador (1991–1999). Em 1994, candidatou-se à Presidência da República, ficando na 6ª colocação. Atualmente é deputado federal, tendo sido eleito em 2010 e reeleito em 2014.

Ideli Salvatti (PT)

1º suplente: Mariluci (PT)
2º suplente: Ricardo Pelegrinello (PT)

Ideli Salvatti, 66 anos, é natural de São Paulo. Professora aposentada, foi senadora entre 2003 e 2015, tendo sido a primeira senadora por Santa Catarina. Chefiou três pastas do governo federal: a Secretaria de Relações Institucionais (2011-2014), a Secretaria de Direitos Humanos (2014-2015) e o Ministério da Pesca e Aquicultura (2011). Também foi deputada estadual, eleita em 1998. No magistério, foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC) e diretora da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Jorginho Mello (PR)

1º suplente: Ivete da Silveira (PR)
2º suplente: Beto Martins (PR)

Jorginho dos Santos Mello, 62 anos, é natural de Ibicaré (SC) e deputado federal. Está no segundo mandato, eleito em 2010 e 2014, e, na Câmara, liderou uma frente parlamentar em defesa de bolsas para estudantes carentes. Também foi deputado estadual por quatro mandatos, entre 1995 e 2011 e vereador em Herval d’Oeste (SC). Formado em Direito, foi diretor do Banco do Estado de Santa Catarina (BESC).

Lucas Esmeraldino (PSL)

1º suplente: Marcelo Brigadeiro (PSL)
2º suplente: Dr. Marcos (PSL)

Lucas de Souza Esmeraldino, 35 anos, é natural de Tubarão (SC) e vereador na mesma cidade. Está no segundo mandato, tendo sido eleito pela primeira vez em 2012. É presidente do seu partido no estado. Tem formação em Odontologia e atua em consultório particular.

Lédio Rosa (PT)

1º suplente: Vanio dos Santos (PT)
2º suplente: Irio Corrêa (PT)

Lédio Rosa de Andrade, 59 anos, é natural de Tubarão (SC) e professor universitário. Foi desembargador do Tribunal de Justiça do estado (TJSC) por mais de 30 anos, tendo sido nomeado em 1982. Atualmente é professor na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Também lecionou em outras instituições, e foi coordenador do curso de Direito no Complexo de Ensino Superior Anita Garibaldi (Cesag).

Miriam Prochnow (Rede)

1º suplente: Nelson Zunino (Rede)
2º suplente: Maria Margarete Cecconi (Rede)

Miriam Prochnow, 53 anos, é natural de Agrolândia (SC) e pedagoga. Ligada a causas ambientalistas, fundou a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi) e foi a primeira coordenadora-geral da Federação de Entidades Ecologistas Catarinenses. Também atuou como representante de entidades sulistas no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e participou da criação do Observatório do Clima.

Paulo Bauer (PSDB)

1º suplente
Casildo Maldaner (PSDB)
2º suplente:  Sandro Giassi Serafim (PSDB)

O senador Paulo Roberto Bauer busca a reeleição. Ele nasceu em Blumenau e tem 61 anos. Formado em Contabilidade e Administração de Empresas e Direito, ingressou na política em 1986, como deputado estadual. Foi deputado federal por três mandatos (de 1991 a 1999 e de 2003 a 2007). Foi vice-governador de Santa Catarina entre 1999 e 2003, na chapa de Esperidião Amin. Atualmente exerce a liderança do PSDB no Senado.

Professor Antônio (Psol)

1º suplente: Robson Ceron (Psol)
2º suplente: Dilene (Psol)

Antônio Valmor de Campos, 54 anos, é natural de Machadinho (RS) e professor universitário. Leciona Filosofia na Universidade federal da Fronteira Sul (UFFS), mas tem formação em Direito, Biologia e Educação. Já atuou junto à Pastoral da Juventude, da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do estado (Sinte-SC). Foi vereador na cidade de Maravilha (SC), eleito em 2000.

Professor Pedro Cabral (Psol)

1º suplente: Francisco Cordeiro (Psol)
2º suplente: Ademir Kuhn (Psol)

Pedro Cabral Filho, 58 anos, é natural de Florianópolis (SC) e professor aposentado da rede pública municipal. Foi diretor de escola pública e participa do Conselho de Educação da prefeitura de Florianópolis. Foi candidato a vereador em 2016, mas não se elegeu.

Ricardo Lautert (PSTU)

1º suplente: Professor Roque (PSTU)
2º suplente: Pedro Rogel (PSTU)

Ricardo Walter Lautert, 36 anos, é natural de Francisco Beltrão (PR) e professor. Leciona na rede pública estadual e é militante do movimento sindical do magistério. Foi candidato a vereador em Joinville (SC) em 2016, mas não se elegeu.

Roberto Salum (PMN)

1º suplente: Airton Zanella (PMN)
2º suplente: Ailson Barroso (Patri)

Roberto Luiz Salum, 61 anos, é natural de Florianópolis (SC) e apresentador de televisão. Comanda um programa policial na programação local da TV Record. Também é policial civil de carreira e já foi radialista. Exerceu mandato de deputado estadual como suplente em 2016 e 2017. Foi candidato para o cargo três vezes, em 2006, 2010 e 2014. Tem formação em Direito.

Raimundo Colombo (PSD)

1º suplente: Jandir Belini (PP)
2º suplente: Narcizo Parisotto (PSC)

João Raimundo Colombo tem 63 anos. Assumiu o primeiro cargo público em 1988, quando elegeu-se prefeito de Lages (SC), sua cidade natal. Voltou ao cargo em 2001. No Legislativo, exerceu os mandatos de deputado estadual, federal e senador. Em 2010, candidatou-se ao governo de Santa Catarina, sendo eleito no primeiro turno e reeleito em 2014. Colombo renunciou ao governo em abril de 2018, para concorrer à vaga no Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)