Exposição com obras de Athos Bulcão pode ser visitada até 29 de julho

Da Redação | 03/07/2018, 20h15 - ATUALIZADO EM 10/07/2018, 19h47

O Senado abriu nesta terça-feira (3) a exposição de projetos originais, gravuras e azulejos do artista plástico Athos Bulcão, que completaria 100 anos em 2 de julho. A mostra, na Senado Galeria, ficará aberta ao público até o dia 29 deste mês, todos os dias da semana, das 9h às 18h. Duas sobrinhas de Athos, Maria Antonieta e Maria Inês, participaram da cerimônia, além do presidente do Instituto Athos Bulcão, Paulo Brum, e arquitetos.

A diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, falou sobre a satisfação de homenagear um artista que faz de Brasília um local diferente e admirado.

— Athos Bulcão, com seu trabalho, imprime essa aura de obra de arte por onde a gente passa. O Senado está fazendo essa exposição, a sessão solene e uma série de outras iniciativas para homenageá-lo, entre elas o mapa com as obras de Athos Bulcão no Palácio do Congresso Nacional.

Representando a família do artista, a sobrinha Maria Antonieta Bulcão Ferrari disse que o momento vivido pelos familiares nesse centenário tem sido marcado por muita emoção. Segundo ela, “tudo em Brasília acolhe o Athos e sua família de uma maneira muito gostosa”.

— A gente aprendeu porque era tão difícil ele sair daqui [Brasília] e ir lá em São Paulo. Mesmo que a gente chamasse toda hora e fizesse a massa que ele gostava, mesmo assim era difícil que ele fosse. Tanto que o apelidamos de tio Cometa, e hoje eu vejo que esse cometa tem uma luz própria — afirmou Maria Antonieta.

Maria Cristina Monteiro, diretora da Secretaria de Relações Públicas, disse que foi uma satisfação trazer a exposição para o Senado.

— Quero agradecer imensamente a equipe. Foi um grande esforço. Todos se dedicaram de coração  — ressaltou.

O presidente do Instituto Athos Bulcão, Paulo Brum, afirmou que o artista está presente no dia a dia dos cidadãos por meio de suas obras espalhadas pela cidade.

— Isso contribui para a formação da nossa identidade cultural, e o Athos está presente, atuando para a formação dessa identidade. Quero muito agradecer, em nome do instituto, por essa iniciativa do Congresso de fazer esse registro do centenário dele — disse.

Projeto

Juntamente com a exposição, foi lançado nesta terça o projeto Artistas do Congresso: releitura Athos Bulcão, com artistas que compartilharão seus olhares sobre as obras de arte do pintor, escultor e azulejista. O primeiro convidado foi o servidor Fernando Ribeiro, da Coordenação de Publicidade e Marketing do Senado. A mostra com as releituras do servidor está no Espaço Ivandro Cunha Lima, ao lado da Senado Galeria.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)