Paulo Rocha manifesta apoio à MP dos agentes comunitários de saúde

Da Redação | 26/06/2018, 19h37 - ATUALIZADO EM 27/06/2018, 12h32

Em discurso no Plenário nesta terça-feira (26), o senador Paulo Rocha (PT-PA) defendeu a aprovação da medida provisória que regulamenta a atividade dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias (MP 827/2018). A MP torna essencial e obrigatória a presença desses agentes na Estratégia de Saúde da Família e na estrutura de vigilância epidemiológica e ambiental.

— Os agentes estão na luta do dia a dia nas comunidades mais isoladas para garantir à população mais carente o direito à saúde preventiva — declarou o senador.

Para o senador, a MP faz justiça à categoria, ao tratar do piso salarial e da jornada de trabalho desses profissionais. Paulo Rocha disse que o trabalho dos agentes comunitários colabora para a qualidade da saúde da população. Segundo o senador, o Brasil tem mais de 350 mil agentes comunitários de saúde. Ele ainda apontou que a saúde preventiva é mais eficiente para o cidadão e menos onerosa para os cofres públicos.

Conquistas

Paulo Rocha também destacou as conquistas sociais dos governos do PT, que governou o país entre 2003 e 2016. Ele elogiou programas como o Minha Casa, Minha Vida, o Bolsa Família e o Mais Médicos e a expansão das universidades públicas. O senador ainda criticou as medidas do governo Michel Temer, que estaria desmontando o Estado, com a intenção de privatizar empresas públicas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)