Medeiros critica critérios usados para demarcação de terras indígenas

Da Redação | 26/06/2018, 19h29 - ATUALIZADO EM 26/06/2018, 21h31

Em pronunciamento pela liderança do Podemos nesta terça-feira (26), o senador José Medeiros (MT) criticou a “religiosidade partidária” que orienta a demarcação das terras dos índios. Medeiros alertou especialmente para a situação da população de Jarudore, em seu estado, que ocupa determinada área há mais de sessenta anos e corre o risco de ser desalojada a qualquer momento para a expansão de uma reserva indígena.

— O Judiciário não pode simplesmente quebrar a ordem por um pedido unilateral, com provas unilaterais, porque hoje é quase impossível você contestar esses laudos dos antropólogos, e eu espero sinceramente que essa nova direção da Funai não venha a compactuar com esses atos insanos.

O senador pediu que a bancada de Mato Grosso se una para evitar o “caos” e cobrou bom senso da Funai para que a demarcação de terras indígenas não se baseie em critérios arbitrários.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)