Ângela Portela reclama da redução de verbas federais em favor das mulheres

Da Redação | 08/03/2018, 11h58 - ATUALIZADO EM 08/03/2018, 13h50

A senadora Ângela Portela (PDT-RR) criticou em Plenário nesta quinta-feira (8) a redução de verbas orçamentárias para questões relacionadas à mulher, como saúde e combate à violência.

- É inadmissível que o governo federal tenha reduzido em 89% os recursos orçamentários destinados à mulher brasileira, seja para o combate à violência, a inserção no mercado de trabalho, os cuidados com a saúde, por serem questões tão sérias que não podem ser desvalorizadas – lamentou.

O Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta quinta-feira (8), também foi destacado por Ângela Portela. Ela lembrou a sessão solene do Congresso Nacional, realizada na quarta-feira (7), quando foram homenageadas as 26 constituintes de 1988 com a entrega do Diploma Bertha Lutz. A senadora disse sentir orgulho do trabalho feito na elaboração do texto constitucional por três atuais senadoras: Lídice da Mata (PSB-BA), Rose de Freitas (PMDB-ES) e Lúcia Vânia (PSB-GO).

Ângela Portela também destacou a atuação da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) à frente da Procuradoria da Mulher no Senado e conclamou as mulheres a cobrarem do poder público políticas voltadas para assegurar os seus direitos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)