Hélio José lamenta demora na instalação da CPI da Eletrobras

Da Redação | 01/03/2018, 14h13 - ATUALIZADO EM 01/03/2018, 14h30

O senador Hélio José (Pros-DF) lamentou nesta quinta-feira (1º) a demora na instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar a real situação da Eletrobras e o processo de privatização da estatal.

Hélio José protocolou o pedido de criação da CPI no início de fevereiro, mas o requerimento, que já conta com as assinaturas necessárias, ainda não foi lido pelo presidente do Senado, o que impede a instalação do colegiado.

Segundo o senador, o governo tenta protelar o funcionamento da CPI.

- Lamentavelmente já faz quatro semanas do protocolo desta CPI e até agora não houve a leitura do requerimento – disse.

Para Hélio José, o governo não conseguiu justificar os benefícios que a sociedade terá com a privatização. Ele acredita que o aumento da tarifa será inevitável com a venda da Eletrobras:

- Se a privatização for dessa forma, tende a ter um aumento significativo na conta de luz, que já é uma das mais altas do mundo – apontou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)