Debate sobre violência tem sido feito de forma superficial, afirma Cristovam

Da Redação | 08/02/2018, 11h58 - ATUALIZADO EM 08/02/2018, 13h25

Apesar de o Brasil viver uma guerra civil sem precedentes, o debate sobre a violência tem sido feito de forma superficial, sem aprofundar as verdadeiras causas do problema, segundo o senador Cristovam Buarque (PPS-DF). No Plenário, nesta quinta-feira (8), o parlamentar disse que é estupidez se pensar apenas em segurança:

- Não basta ter segurança, é preciso ter paz. Segurança é prender criminoso; paz é não chegar a ter crimes. É estupidez querer apenas mais bandidos na cadeia, mais câmeras de vigilância, mais grades nas casas. É preciso pensar na paz - afirmou.

Segundo o representante do Distrito Federal, várias são as causas da guerra civil pela qual passa o país que precisam ser atacadas. Na opinião de Cristovam, magistrados e políticos que gozam de privilégios injustificáveis são causa de violência; a desigualdade social, que por décadas se mantém entre as cinco piores do mundo, também é, assim como a corrupção e o descaso com a educação.

Cristovam lamentou o fato de estar pessimista quanto à perspectiva de melhora, mas disse preferir ser pessimista dizendo a verdade a ser otimista com discurso demagógico.

- Temo que nos próximos dias e meses vamos continuar com um debate superficial, que não aprofunda as causas verdadeiras da criminalidade, e vamos continuar frustrando a população brasileira - lamentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)