ILB e Interlegis mostram força aos 20 anos

Da Redação | 18/12/2017, 19h30 - ATUALIZADO EM 18/12/2017, 19h33

Um ano de muito trabalho marcou o aniversário de duas décadas do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) e do Interlegis, programa que o ILB executa desde 2013. O órgão de capacitação do Senado alcançou resultados significativos com encontros e oficinas em todo o Brasil, além de cursos presenciais ou a distância. Já o programa Interlegis manteve-se firme na missão de modernizar as Casas legislativas pelo país afora.

— É gratificante estar à frente do ILB e do Interlegis quando há um inequívoco apoio do presidente do Senado, Eunício Oliveira, e da Mesa Diretora ao trabalho das nossas equipes — afirma o diretor-executivo do instituto e do programa, Helder Rebouças.

ONU e MEC

O ano de 2017 foi especialmente produtivo e com muitas conquistas para o ensino superior do ILB. Em outubro, uma comissão de três avaliadores do Ministério da Educação (MEC) passou uma semana no instituto para atestar a capacidade de a escola do governo do Senado continuar administrando cursos de pós-graduação lato sensu (especialização).

Desde o primeiro credenciamento do MEC, em 2013, o ILB formou 209 especialistas em cinco cursos. Somados aos 230 alunos formados antes de 2013, por meio da Universidade do Legislativo (Unilegis), o instituto fez 439 pós-graduados. Mais 64 alunos estão concluindo três pós-graduações.

Outro projeto ambicioso do ILB neste ano foi a formalização de parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) para a construção da Universidade da ONU em terreno doado pelo Senado. O lote foi cedido pela União há quase 15 anos para que o Senado construísse a sede da sua escola de governo. Com a cessão, o ILB atende à destinação original da área. E os primeiros frutos começam a aparecer: em abril de 2018 será realizado um curso de especialização em Justiça Social, Criminalidade e Direitos Humanos.

Até o final deste mês, três grupos de estudos — formados em 2016 por servidores do Senado, nas áreas de Orçamento Público, de Comunicação Legislativa e de Tecnologia da Informação voltada ao Legislativo — concluem trabalhos, com a produção de artigos e ensaios.

Também se encerram em dezembro os dois primeiros cursos de extensão do ILB, iniciados em setembro, para servidores do Senado e de órgãos parceiros — Comunicação, Legislativo e Sociedade e Legislação e Processo Político: teoria e prática no Legislativo. Para o primeiro semestre de 2018, está previsto o curso de extensão Mídias Sociais e Poder Público.

Cursos

A passagem dos 20 anos do ILB ficou marcada também por um um novo portal de educação, com informações sobre cursos, matrículas, conteúdos de disciplinas, notícias e eventos.

Em 2017, até 30 de novembro, o ILB ofereceu a toda a sociedade 28 cursos a distância sem tutoria e 8 com tutoria, ou seja, com a orientação de professores, por meio da plataforma de educação Saberes. Dos 152 mil cidadãos que realmente participaram dos cursos, em qualquer ponto do planeta, 132 mil foram aprovados.

De janeiro a dezembro de 2017, foram oferecidos 39 cursos presenciais, divididos em 97 turmas, incluindo o Programa de Formação Gerencial (PFG), que, sozinho, teve 120 alunos do Senado em uma das seis turmas de cada disciplina. Até o final do mês passado, um total de 1.541 servidores passaram por esses cursos, que resultaram em 687 certificados de conclusão. Algumas turmas ainda estão em andamento.

A experiência do ILB tem sido reconhecida e compartilhada, inclusive, nos seminários e congressos da Associação Brasileira de Ensino a Distância (Abed). Este ano, representantes do instituto estiveram presentes no 13º Seminário Nacional e no 22º Congresso Internacional da entidade.

— O ILB é uma importante ferramenta de disseminação de conhecimento para milhares de brasileiros, dentro e fora do Senado, e motivo de orgulho para a Casa — diz Helder Rebouças.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)