Telmário defende derrubada de veto ao uso de armas por agentes de trânsito

Da Redação | 14/11/2017, 12h53 - ATUALIZADO EM 14/11/2017, 13h29

O veto do presidente Michel Temer ao projeto que garantia o porte de arma para agentes de trânsito foi alvo de críticas do senador Telmário Motta (PTB-RR). O senador defendeu a rejeição desse veto pelo Congresso Nacional. Em discurso no Plenário, nesta terça-feira (14), ele informou que recebeu representantes da categoria de diferentes estados para tratar do tema.

Telmário alertou para os riscos por que passam os profissionais nas ruas e apresentou notícias publicadas recentemente de casos de violência. Ele também ressaltou que é necessário fornecer treinamento e estabelecer exigências a serem cumpridas antes de o porte de arma ser autorizado.

- Normalmente a PM é deslocada para dar proteção a esses agentes. Na verdade, esse desarmamento no Brasil só fortaleceu os bandidos. Eles têm a convicção de que o cidadão de bem está desarmado e usam e abusam dessa situação - lamentou.

Educação

O senador também comemorou o prêmio de Educadora do Ano concedido a uma professora indígena de Rondônia. Elisângela Suruí foi reconhecida por seu projeto de alfabetização. Ela criou um material didático na língua paiter suruí para educar crianças indígenas.

- Eu, que tenho sangue indígena correndo nas veias, que convivo com os povos indígenas do meu estado, sei das dificuldades que eles têm para acessar recursos mínimos de educação, saúde e segurança. Ficamos muito orgulhosos quando uma parente é reconhecida nacionalmente - afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)