Fátima Bezerra comemora retomada de obras de transposição do S. Francisco

Da Redação | 20/06/2017, 19h18 - ATUALIZADO EM 20/06/2017, 20h41

No Rio Grande do Norte, onde está em viagem oficial pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) anunciou, emocionada, a retomada das obras da transposição do Rio São Francisco, que estavam paralisadas por decisão judicial. A informação foi repassada à parlamentar na manhã desta terça-feira (20), pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, quando ela participava de audiência pública no município de Pau dos Ferros (RN).

Fátima preside a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, que aprovou a realização de vistorias nas estruturas do eixo norte, que levará a água do São Francisco para o Rio Grande do Norte e parte dos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará e de audiência públicas na região. A iniciativa, da qual participam senadores da comissão, foi batizada de Caravana das Águas.

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou decisão do Tribunal Regional Federal (TRF-1ª região) que havia suspendido a continuidade das obras do trecho entre os municípios de Terra Nova (PE) e Jati (CE). A chegada das águas do Rio São Francisco ao Rio Grande do Norte, por dois ramais, depende da finalização das obras do eixo norte. Fátima Bezerra comemorou a decisão da ministra:

- Cada etapa vencida é uma alegria sem tamanho para todos nós. Mas não vamos esmorecer porque a luta ainda é longa. Continuemos com nosso trabalho com a certeza de que essas águas hão de chegar por aqui - disse a senadora.

A audiência pública contou com a participação do deputado federal Beto Rosado; deputados estaduais Fernando Mineiro, Galeno Torquato, Gustavo Fernandes, Hermano Morais, Carlos Augusto e Raimundo Fernandes; do engenheiro que coordena a obra do eixo norte, Guilherme Palhares, representantes do Ministério da Integração Nacional; do secretário estadual de Recursos Hídricos, Ivan Júnior; além de prefeitos, vereadores, entidades representativas e sociedade civil.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)