Terceiro e último diretor da IFI será sabatinado na quarta-feira

Da Redação | 26/05/2017, 09h51 - ATUALIZADO EM 30/05/2017, 11h18

Rodrigo Octávio Orair, indicado para ocupar o cargo de diretor da Instituição Fiscal Independente (IFI), será sabatinado na quarta-feira (31), a partir das 9h, pela Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). Ele é o último diretor da instituição que falta ser aprovado pelo Plenário.

Rodrigo Octávio é graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e mestre em Teoria Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O indicado é ainda especialista em macroeconomia e política fiscal e autor de diversos estudos sobre finanças públicas nos níveis central e subnacional. É servidor de carreira do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) desde 2009.

Ideias diferentes

Em seu relatório, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ressaltou que é imprescindível que a IFI disponha em seu conselho diretor de pessoas com ideias diferentes para enriquecer a tomada de decisões e a democracia. Ela observou ainda que Rodrigo não atuou nos últimos cinco anos em juízos e tribunais, em conselhos de administração de empresas estatais ou em cargos de direção de agências reguladoras e não possui parentes que exerçam atividades vinculadas à sua atual atividade profissional.

A IFI foi criada em novembro de 2016 e é um órgão do Senado Federal com a finalidade de divulgar as estimativas para cenários fiscais e orçamentários, além de analisar e mensurar eventos e variáveis fiscais do país.

A instituição é dirigida por um conselho diretor, composto de três membros. O diretor-executivo, Felipe Salto, foi indicado pelo então presidente do Senado, Renan Calheiros; Gabriel Leal de Barros, também já aprovado pelo Plenário, foi indicado pela Comissão de Assuntos Econômicos. E, agora, Rodrigo Octávio, indicado pela CTFC, que terá sua indicação submetida ao Plenário após passar pela comissão.

A sabatina será realizada na sala 15 da Ala Alexandre Costa do Senado.

Tarifa social

Após a sabatina, os senadores que integram a CTFC realizam reunião deliberativa com 14 itens na pauta de votações. Entre eles, o PLS 505/2013, que cria a tarifa social de água e esgoto, com descontos inversamente proporcionais ao consumo, para famílias com renda per capita de até meio salário mínimo, cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Também na pauta está o PLC 113/2014, que permite que consumidores instalem equipamentos próprios para controlar a utilização de serviços públicos, como água, luz e gás, e comparar sua medição com a aferida pelo equipamento do fornecedor do serviço.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)