Fátima Bezerra faz balanço da greve geral realizada em 28 de abril

Da Redação e Da Rádio Senado | 02/05/2017, 16h56 - ATUALIZADO EM 02/05/2017, 17h05

Em pronunciamento nesta terça-feira (2), a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirmou que o Brasil viveu em 28 de abril a maior greve da história recente do país. Segundo ela, a pauta da paralisação — contra as reformas da Previdência e trabalhista —  uniu milhões de pessoas.

A parlamentar salientou que não foi uma greve apenas das centrais sindicais e dos partidos da oposição. Para ela, foi um movimento da sociedade, pois as pessoas entenderam que está em jogo a cidadania dos filhos e que as reformas são um atentado aos direitos dos trabalhadores.

Fátima afirmou que os números da pesquisa do Instituto Datafolha divulgados no fim da semana comprovam o repúdio dos brasileiros às reformas. De acordo com o levantamento, 64% dos entrevistados acham que a mudança nas leis trabalhistas e a terceirização privilegiam mais os empresários do que os trabalhadores. A pesquisa também apontou que 71% dos brasileiros são contra a Reforma da Previdência.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)