Paim critica decisão de Temer de fundir Ministérios da Previdência e da Fazenda

Da Redação | 17/05/2016, 20h56 - ATUALIZADO EM 17/05/2016, 21h02

O senador Paulo Paim (PT-RS) manifestou preocupação com o governo interino do presidente Michel Temer, que assumiu o poder na última semana, com o afastamento de Dilma Rousseff. Paim criticou nesta terça-feira (17) a incorporação do Ministério da Previdência à pasta da Fazenda. Segundo Paim, na prática, é a extinção do Ministério. O senador também anunciou o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, que deve ocorrer no próximo dia 31 de maio.

— Eu sou a favor da Previdência. Qual brasileiro não quer se aposentar com um salário decente? A previdência social deve deixar de ser política de governo para ser política de Estado — declarou Paim.

EBC

O senador ainda leu uma nota do conselho curador da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Segundo a nota, as medidas do governo Temer têm objetivo de desmontar a empresa. O conselho também lamenta a exoneração do jornalista Ricardo Pereira de Melo do cargo de diretor-presidente. Ele foi nomeado por Dilma Rousseff para o comando da EBC há apenas duas semanas e teria um mandato até 2020.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)