Ângela Portela afirma que Dilma não cometeu crime de responsabilidade

Da Redação e Da Rádio Senado | 25/04/2016, 15h48 - ATUALIZADO EM 25/04/2016, 17h24

A senadora Ângela Portela (PT-RR) afirmou nesta segunda-feira (25), em Plenário, que Dilma Rousseff é uma presidente honesta e honrada, legitimamente eleita pelo povo, e não pode deixar o governo só porque "a oposição não gosta dela".

A senadora acrescentou ainda que Dilma só adotou as chamadas pedaladas fiscais para poder arcar com os direitos sociais garantidos aos mais pobres.

— Diferentemente do que fizeram os deputados, que basearam os seus votos em desejo de vingança política e na necessidade desesperada de esfriar as investigações da [Operação] Lava Jato, os senadores certamente saberão agir dentro dos limites do processo. Nós, que há meses vimos denunciando a sanha golpista das forças políticas que não aceitam a derrota de 2014, temos plena confiança de que estará comprovado que a presidente Dilma não cometeu crime de responsabilidade — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)