Conselho de Ética pode ouvir filho de Nestor Cerveró nesta terça

Da Redação | 28/03/2016, 18h10 - ATUALIZADO EM 28/03/2016, 18h16

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar marcou para esta terça-feira (29), às 14h30, reunião para ouvir como testemunhas no processo disciplinar contra o senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Foram convocados o filho de Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró; o advogado Edson Ribeiro e o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira. O requerimento é assinado pelo relator do processo, senador Telmário Mota (PDT-RR).

Bernardo Cerveró gravou uma conversa com Delcídio do Amaral na qual o senador teria oferecido ajuda a Nestor Cerveró para que o ex-diretor da Petrobras não firmasse acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. Participaram desse diálogo o então advogado de Cerveró, Edson Ribeiro, e o assessor de Delcídio, Diogo Ferreira.

Telmário Mota explicou que os convocados não são obrigados a testemunhar, mas que esses procedimentos são úteis para instruir o processo e também para assegurar a Delcídio amplo direito de defesa.

Em decorrência da gravação de Bernardo Cerveró, encaminhada à Procuradoria-Geral da República, o então líder do governo Delcídio do Amaral acabou por ter a prisão preventiva decretada pelo Supremo Tribunal Federal e autorizada, no mesmo dia, pelo Senado. Delcídio só foi solto depois de ele mesmo negociar delação premiada, que foi homologada pelo Supremo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
13h48 Sabatina de indicado ao STF: Comissão de Constituição e Justiça retoma sabatina de Kassio Marques, indicado para o Supremo Tribunal Federal. A reunião havia sido suspensa por 30 minutos para almoço.
13h13 Intervalo na Sabatina para o STF: Foi suspensa para o almoço a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça de Kassio Marques, indicado para o Supremo Tribunal Federal. A reunião da CCJ deve ser retomada em 30 minutos.
Ver todas ›