CCJ aprova comissão de transparência na gestão pública

Da Redação e Simone Franco | 15/07/2015, 15h06 - ATUALIZADO EM 15/07/2015, 18h58

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (15), projeto de resolução do Senado (PRS 13/2015) que cria a Comissão Permanente de Transparência e Governança Pública (CTG). A proposta foi elaborada pelo senador João Capiberibe (PSB-AP) e tem parecer favorável, com emenda, do relator, senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE).

Combate à corrupção; responsabilidade na gestão fiscal e com os gastos públicos; transparência pública e prestação de informações à população serão alguns dos temas em análise na nova comissão. A emenda de Valadares também acrescentou a esta lista a “difusão e incentivos, na administração pública, de novos meios de prestação de informações à sociedade, tais como redes, sítios e portais eletrônicos”.

“Vemos a proposta como um passo importante no trato da gestão pública brasileira, pois, apesar dos esforços gerais e pontuais dos poderes executivos federal, estaduais e municipais no sentido de tornar a administração pública mais eficiente, eficaz e transparente, ainda não percebemos um envolvimento dos legislativos suficiente para contribuir de forma decisiva para tais progressos”, considerou Valadares, no parecer.

A CTG deverá contar com 17 integrantes e se reunir às quartas-feiras, às 11h30. Com a manifestação da CCJ, o PRS 13/2015 será examinado, em decisão final, pela Comissão Diretora do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)