Galeria mostra assinaturas de presidentes no Termo de Posse desde 1889

Da Redação | 01/01/2015, 17h24 - ATUALIZADO EM 21/12/2018, 13h15

Uma galeria de imagens mostra as assinaturas de vários presidentes da República nos dois livros de Termos de Posse. Os livros ficam guardados na Coordenação de Arquivo do Senado, no Serviço de Arquivo Histórico, em uma sala com temperatura, umidade e luminosidade dentro dos parâmetros recomendados para a guarda de documentos.

O primeiro presidente a assinar o Termo de Posse, em 1891, foi o marechal Deodoro da Fonseca. Em 1954, para a posse de João Café Filho, foi aberto um segundo livro, o mesmo que foi assinado nesta quinta-feira (1º), pela segunda vez, por Dilma Rousseff.

Os livros apresentam diversas curiosidades. Embora tenha assumido o poder em 1930, com a revolução que pôs fim à República Velha, Getúlio Vargas só assinou o Termo de Posse quatro anos depois, empossado legalmente pelo Congresso. Tancredo Neves, que ia assinar o termo em 1985, foi internado na véspera da posse, quando seu termo já havia sido redigido. Foi preciso tornar o texto sem efeito e escrever outro para a posse de seu vice, José Sarney.

O Jornal do Senado conta a história dos Termos de Posse em sua edição desta sexta-feira (2).

Clique aqui para ver algumas das assinaturas históricas dos Termos de Posse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:

Senado Agora
19h10 Empréstimos externos: Os senadores aprovaram o PRS 16/2021, que autoriza aditamentos contratuais a operações de crédito externo da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. Texto vai a promulgação.
18h38 Empréstimos externos: Os senadores aprovaram o texto principal do projeto que autoriza aditamentos contratuais a operações de crédito externo da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios (PRS 16/2021). Seguem votando destaque de emenda.
18h22 Jornalistas microempreendedores: Após aprovação do texto principal, o PLP 30/2021 foi retirado de pauta para que sejam analisados pedidos de destaques à proposta. O PLP permite aos jornalistas se tornarem microempreendedores individuais.
Ver todas ›