Mário Couto critica STF por absolver réus do mensalão do crime de formação de quadrilha

Da Redação e Da Rádio Senado | 12/03/2014, 15h55

A decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal pela absolvição de oito condenados da Ação 470, o processo do mensalão, pelo crime de formação de quadrilha deixou indignado o senador Mário Couto (PSDB-PA).

Nesta quarta-feira (12), em Plenário, Mário Couto afirmou que o STF, na verdade, desconsiderou todo o trabalho anterior feito pelo mesmo tribunal e deixou na população uma sensação de impunidade.

Mário Couto disse temer, também, pela independência dos Poderes da República.

- A minha pátria não tem mais poderes. Todos os poderes estão na mão da presidenta. Manda lá [Executivo], manda aqui [Legislativo] e agora manda no Supremo Tribunal Federal - declarou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:

Senado Agora
17h27 Sessão deliberativa: O presidente do Senado, Eunício Oliveira, marcou sessão deliberativa para esta quarta-feira (19), a partir das 10h, com previsão de votação nominal.
17h11 Educação: Plenário aprovou a notificação imediata dos conselhos tutelares no caso de faltas escolares 30% maiores que o permitido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). O PLC 89/2018 vai à sanção presidencial.
17h08 Orçamento de 2019: O presidente do Senado, Eunício Oliveira, anunciou que o Congresso Nacional deverá votar o projeto do Orçamento da União de 2019 nesta quarta-feira (18) ou nesta quinta-feira (19).
Ver todas ›