Mário Couto critica uso indevido de aeronaves por ministros de Dilma

Da Redação | 12/11/2013, 14h40

O uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) por ministros do governo de Dilma Rousseff foi objeto de críticas do senador Mário Couto (PSDB-PA), em discurso no Plenário nesta terça-feira (12). O senador afirmou ser "impressionante e difícil de entender" a situação atual do Brasil, que passa por um momento crítico de sua economia, enquanto os intregrantes do governo voam indevidamente em aviões da FAB e de outros órgãos públicos.

Mário Couto criticou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, por supostamente viajar “em jatos da Força Aérea Brasileira (FAB), comendo caviar e camarão, enquanto o povo brasileiro mal pode comer farinha de tapioca, que aumentou 104% nos últimos meses”.

O senador destacou o caso da ministra da Secretaria das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que fez uso, em Santa Catarina, de um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal que presta serviço para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em compromissos não relacionados às atividades de sua pasta.

A presidente da República, Dilma Rousseff, também mereceu críticas do senador pelo fato de ter atacado a sugestão do Tribunal de Contas da União (TCU) que recomendou a suspensão de transferência de recursos públicos para obras com suspeitas de superfaturamento. Para Mário Couto, a corrupção virou cultura no Brasil.

- Olha o cinismo que impera nesta pátria! O governo é cínico e mentiroso. O PT mente e mente muito – declarou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: