Mário Couto apela por investimentos para Ilha do Marajó no PAC

Da Redação | 12/02/2007, 14h44

O senador Mário Couto (PSDB-PA) fez um apelo em Plenário, nesta segunda-feira (12), pela inclusão de investimentos federais em favor da Ilha de Marajó, localizada no Pará, no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Na sua opinião, investimentos em transporte e energia poderiam salvar a população da ilha - estimada em 400 mil habitantes - da pobreza iminente.

- Não podemos deixar passar essa oportunidade. O Marajó é Brasil, sim - afirmou.

Além de reivindicar obras para a Ilha de Marajó, Mário Couto reafirmou a disposição de cobrar, sempre, recursos federais para obras fundamentais ao desenvolvimento do Pará. Como exemplos, citou as eclusas da hidrelétrica de Tucuruí, a abertura do porto da Vila do Conde e a rodovia Transamazônica, que necessitaria de R$ 700 milhões para ser concluída.

As preocupações de Mário Couto com essa região do país tiveram o apoio dos senadores Gerson Camata (PMDB-ES), que se disse solidário na luta pelos marajoaras; Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), que sugeriu o uso da energia de Tucuruí em Marajó; Gilvam Borges (PMDB-AP), que acredita nos reflexos positivos dos investimentos na ilha sobre o Amapá; e Marco Maciel (PFL-PE), que considerou oportuno trazer esse debate ao Senado, a Casa da Federação.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: