Provedores de internet poderão exigir registro de CPF dos usuários

10/02/2020, 12h10

A utilização de perfis falsos na internet, notadamente em aplicações como as redes sociais, é a principal estratégia de usuários mal-intencionados para espalhar desinformação pela rede, favorecendo a proliferação das chamadas fake news. Para facilitar a identificação e a responsabilização de titulares de perfis falsos, o senador Angelo Coronel (PSD–BA), apresentou projeto (PL 113/2020) que dispõe sobre a obrigatoriedade de os provedores de aplicações de internet, entre eles Facebook, Instagram, YouTube, Telegram, Twitter e WhatsApp, exigirem dos novos usuários, no ato do cadastramento, a inserção de seu número de registro junto à Receita Federal, o CPF. Reportagem de Regina Pinheiro, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
10h27 Emendas da CDR ao PLOA 2021: A Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) aprovou suas emendas ao Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLN 28/2020), que estima a receita e fixa a despesa da União em 2021.
10h24 Planos do Ministério do Turismo: A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) aprovou requerimento que convida Gilson Machado, ministro do Turismo, para apresentar ações do ministério para os próximos dois anos.
10h20 Convite ministro: Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) aprovou requerimento que convida o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogerio Marinho, para apresentar o planejamento de ações do ministério para os próximos dois anos.
Ver todas ›