Plenário derruba decreto presidencial que reduzia IPI de concentrados de refrigerantes na Zona Franca de Manaus

11/07/2018, 12h32 - ATUALIZADO EM 11/07/2018, 16h46

A bancada do Amazonas conseguiu aprovar um projeto (PDS 57/2018) que vai sustar um decreto presidencial que reduziu de 20% para 4% os incentivos do IPI das indústrias de xaropes para refrigerantes do Polo Industrial de Manaus. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) argumentou que o decreto é inconstitucional por acabar com benefícios fiscais da Zona Franca de Manaus, protegida pela Constituição. A equipe econômica contava com uma receita de R$ 1,9 bilhão com o fim da isenção do IPI na Zona Franca para bancar a subvenção ao diesel para atender aos caminhoneiros. O líder do governo, senador Romero Jucá (MDB-RR), não descartou um veto caso o projeto seja aprovado pela Câmara dos Deputados. A reportagem é de Hérica Christian, da Rádio Senado.



Opções: Download