CAS aprova projeto que proíbe pulverização de agrotóxicos e limita uso de pesticidas

25/04/2018, 14h16 - ATUALIZADO EM 25/04/2018, 18h36

A proposta (PLS 541/2015) do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos. O texto também veda o registro de produtos que tenham ingredientes como glifosato, carbofuran, fosmete e lactofen. O autor argumenta que o Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos e justifica que muitos dos herbicidas e pesticidas vendidos por aqui estão banidos em outros países. O texto também alerta que a pulverização aérea em plantações contamina o meio ambiente e defende que o uso indiscriminado destes produtos pode causar doenças, como câncer e autismo. Durante o debate na CAS, o senador Cidinho Santos, do PR de Mato Grosso, explicou que embora seja legítima a preocupação com a contaminação dos alimentos, cabe à Anvisa analisar o registro dos defensivos agrícolas, e que a proposta pode prejudicar o agronegócio. Já o senador Jorge Viana, do PT do Acre, disse que a iniciativa busca proteger a saúde dos consumidores. O texto deve ser analisado agora pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária. A reportagem é de George Cardim, da Rádio Senado.



Opções: Download