Senado analisa maior punição para roubo de cargas

25/01/2018, 07h34 - ATUALIZADO EM 25/01/2018, 08h30

O Senado está analisando projetos que aumentam a pena para crimes de roubo e receptação de cargas. Dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro mostram que o estado ultrapassou 10 mil ocorrências de roubos de cargas em 2017, o que resultou em um prejuízo de R$ 607 milhões. Para o senador Lasier Martins (PSD-RS), as estatísticas são preocupantes, e as empresas deixam de investir na produção industrial por conta dos gastos com segurança e com as perdas decorrentes de vandalismo e roubo de carga. Uma proposta do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), em discussão na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), eleva a pena para os crimes de receptação de carga (PLS 479/2017), chegando a dez anos de prisão em casos de receptação qualificada, quando o crime tem objetivos comerciais ou industriais. Outro projeto em análise na CCJ, de autoria de Raimundo Lira (PMDB-PB), aumenta a pena tanto para a receptação qualificada como para o roubo de cargas, podendo chegar a 12 anos nos casos de receptação e 15 anos para roubo (PLS 321/2017). Acompanhe a reportagem de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download