Senadores comentam liminar de Lewandowski que garante aumento dos servidores

19/12/2017, 16h24 - ATUALIZADO EM 19/12/2017, 16h31

Repercutiu no Senado a decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, em ação judicial impetrada pelo  partido PSOL, que suspendeu os efeitos da Medida Provisória 805/2017, que adiava para 2019 o reajuste de servidores públicos federais e aumentava a contribuição previdenciária do funcionalismo de 11 para 14%. Para o senador Hélio José (Pros-DF) a liminar garante que o aumento pactuado entre servidores e governo seja cumprido e impede que seja imposto um prejuízo de R$ 2,2 bilhões aos servidores com o aumento da alíquota previdenciária. A senadora Ana Amélia (PP-RS) reconheceu o direito dos servidores em ver cumprido o acordo salarial, mas ponderou que as decisões do Judiciário devem levar em consideração a situação financeira do país. A reportagem é de Marcela Diniz, da Rádio Senado.



Opções: Download