Senadores questionam decreto de privatização da Eletrobras

08/11/2017, 10h09 - ATUALIZADO EM 08/11/2017, 10h13

Diversos senadores questionaram em Plenário o decreto do presidente Michel Temer publicado na terça-feira (7) que privatiza distribuidoras de energia elétrica da Eletrobras. Seis estados das regiões Norte e Nordeste serão afetados. Parlamentares ressaltaram que a competência de aprovar a venda de empresas estatais é do Congresso Nacional. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) perguntou como ficará a situação de municípios longínquos do interior do Amazonas que dependem do subsídio do governo federal para ter energia. Os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) anunciaram a apresentação de projeto de decreto legislativo para sustar a medida do governo. Já o senador Hélio José (Pros-DF) propôs a criação de uma CPI do setor elétrico. A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download


MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Eletrobras Energia Privatização

Senado Agora
19h54 Derrubado veto à telemedicina: Os senadores derrubaram veto (VET 6/2020) ao projeto que regula o exercício da telemedicina durante a pandemia de covid-19 (PL 696/2020). Os dispositivos que haviam sido vetados seguem para promulgação.
19h54 Derrubado o veto ao Recine: Senadores rejeitaram veto total ao projeto que prorroga incentivos ao cinema, estendendo até 2024 o prazo para utilização do Recine. O PL 5.815/2019 segue para promulgação.
19h53 Renegociação de dívidas agrícolas: Congresso rejeitou veto ao PLV 30/2019, que trata de crédito e financiamento de dívidas de produtores rurais. A parte que havia sido vetada segue para promulgação do presidente da República.
Ver todas ›