Mudança na escolha de ministros é resposta à 'politização do STF', diz Lasier

06/07/2017, 10h07 - ATUALIZADO EM 07/07/2017, 15h04

O senador Lasier Martins (PSD-RS) afirmou que a proposta de emenda à Constituição (PEC 44/2012) que muda a forma de escolha dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) é uma forma de acabar com o que ele chamou de "politização" da instituição. Em entrevista à Rádio Senado, Lasier disse que o atual formato, em que o presidente da República escolhe os indicados, leva à tendência de o STF ter ministros com posições políticas favoráveis a quem faz a nomeação. A PEC, que foi aprovada nessa quarta-feira (5) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ), teve como relatora a senadora Ana Amélia (PP-RS), que fez um texto com base em 12 propostas sobre o tema. O texto aprovado incluiu duas mudanças sugeridas pela PEC 35/2015, de autoria de Lasier Martins: a escolha de uma lista tríplice de candidatos a ser submetida ao presidente da República e o mandato de 10 anos para o cargo de ministro do STF. "Para que haja uma oxigenação. Nós vivemos num mundo de transformações rápidas", disse o senador. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download


MAIS NOTÍCIAS SOBRE: