CI debate viabilidade técnica e econômica da Ferrovia Bioceânica

18/04/2017, 14h05 - ATUALIZADO EM 18/04/2017, 16h05

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) debateu nesta terça-feira (18) o relatório final de viabilidade técnica e econômica da ferrovia Bioceânica. Além de integrar a região norte da América do Sul, a ferrovia poderá criar um dos principais corredores de exportação do continente para a Ásia. O trecho brasileiro começa em Campinorte de Goiás e cruza Mato Grosso, Rondônia e Acre antes de chegar à fronteira peruana.

O investimento estimado, na parte brasileira, é de R$ 40 bilhões e deve receber financiamento da China. A previsão é que, quando seus cerca de 5.000 km forem concluídos, a Bioceânica possa escoar 23 milhões de toneladas de grãos e minérios.

Detalhes com o repórter Floriano Filho, da Rádio Senado.



Opções: Download