Líder do governo quer urgência na regulamentação da greve no serviço público

14/02/2017, 16h19 - ATUALIZADO EM 15/02/2017, 15h10

Os líderes das bancadas dos partidos com representação no Senado Federal reuniram-e nesta terça-feira (14) com o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para definir os projetos que devem ter prioridade de votação no Plenário. O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), defendeu a votação da proposta que regulamenta o direito de greve no serviço público (PLS 710/2011). O objetivo é impedir a paralisação de serviços considerados essenciais, como saúde e segurança pública, como está acontecendo no Espírito Santo. Aloysio Nunes também pediu rapidez na votação do projeto que agiliza as pesquisas sobre medicamentos no Brasil (PLS 200/2015). Ao sair da reunião, o líder do bloco de oposição, senador Humberto Costa (PT-PE), informou que as bancadas devem indicar nesta semana os presidentes das comissões permanentes no Senado. A reportagem é de George Cardim, da Rádio Senado.



Opções: Download