Raimundo Lira avalia que segunda fase do impeachment não deve durar seis meses

12/05/2016, 20h50 - ATUALIZADO EM 13/09/2016, 23h13

O presidente da Comissão Especial do Impeachment, Raimundo Lira (PMDB-PB) antecipa que a segunda fase do processo contra Dilma Rousseff não deverá durar seis meses. O Congresso Nacional não terá recesso de julho para não interromper as investigações, que serão comandadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. Mais informações com a repórter da Rádio Senado Hérica Christian.



Opções: Download