Campanha popular vai fiscalizar as eleições municipais de outubro para evitar o caixa 2

13/01/2016, 08h51 - ATUALIZADO EM 26/09/2016, 11h42

O Movimento Contra a Corrupção Eleitoral foi uma das entidades responsáveis pela campanha que resultou na Lei da Ficha Limpa. Agora, as entidades vão se mobilizar para fiscalizar se os gastos dos candidatos ao cargo de prefeito e vereador são compatíveis com os valores arrecadados e declarados à Justiça. Os participantes também vão pedir a aprovação do projeto de lei do Senado (PLS 204/2011) que torna a corrupção crime hediondo. A proposta aguarda análise na Câmara dos Deputados (PLC 5900/2013). Mais informações você ouve na reportagem de Ana Beatriz Santos da Rádio Senado.



Opções: Download