Temer afirma que não renunciará e que provará sua inocência no STF

18/05/2017, 18h31 - ATUALIZADO EM 18/05/2017, 19h13

O presidente da República, Michel Temer, declarou em pronunciamento transmitido por rádio e TV, nesta quinta-feira (18), que não vai renunciar ao mandato e que provará no Supremo Tribunal Federal que não deu aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, autorizou a abertura de inquérito criminal contra o presidente da República. Em gravação feita pelo dono do Frigorífico JBS, Joesley Batista, Temer diz que "tem que manter isso, viu?", quando o empresário informa ao presidente que está dando uma mesada a Eduardo Cunha para ele ficar calado na prisão. A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download