Coronavac

Parlamentares criticam governo por recuo na compra de vacina chinesa

01:47Parlamentares criticam governo por recuo na compra de vacina chinesa

Transcrição LOC: SENADORES CRITICAM GOVERNO POR RECUAR NA COMPRA DE VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS LOC: MINISTÉRIO DA SAÚDE VOLTOU ATRÁS NA DECISÃO DE ADQUIRIR A CORONAVAC DEPOIS DE MANIFESTAÇÃO DO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. A REPORTAGEM É DE PEDRO PINCER TÉC: Um dia depois de a própria pasta anunciar uma negociação para adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan contra a covid-19, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou, nesta quarta-feira, que não há intenção de comprar as vacinas chinesas. As declarações do secretário-executivo vão na contramão de uma nota divulgada pelo próprio Ministério da Saúde, que anunciava a intenção da compra. O texto previa a edição de uma medida provisória para disponibilizar R$ 1,9 bilhão para a aquisição. Senadores fizeram um apelo para que o governo brasileiro volte atrás da decisão. Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal, elogiou o Butantan pelos serviços ao longo da história e disse que não se pode politizar uma questão de saúde pública (Izalci Lucas) Essa vacina não é uma vacina do estado de São Paulo, é uma vacina que estará disponível a todos os brasileiros, e esse é o sonho de todos nós, que a gente possa não tomar posição política-ideológica em relação a isso. (REP) Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá pediu bom senso e fez um apelo ao presidente Bolsonaro. (Randolfe Rodrigues) Não pode haver controvérsia sobre valores fundamentais que estão consagrados na Constituição, no artigo quinto, vida e liberdade. Eu rogo ao presidente Jair Bolsonaro: cessemos a conflagração nesse momento. Pelas redes sociais, os petistas Humberto Costa, de Pernambuco, e Jean Paul Prates, do Rio Grande do Norte e Weverton, do PDT do Maranhão, também se manifestaram contra a decisão do governo. Vários partidos já manifestaram a intenção de recorrer à Justiça para garantir o acesso dos brasileiros a qualquer vacina que tenha aprovação da Anvisa. Da Rádio Senado, Pedro Pincer

Um dia depois de a própria pasta anunciar uma negociação para adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan contra a covid-19, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou, nesta quarta-feira (21), que não há intenção de comprar as vacinas chinesas. Senadores se manifestaram contra a decisão. O repórter Pedro Pincer tem mais informações.
 

TÓPICOS:
Amapá  Anvisa  Bolsonaro  Constituição  Coronavírus  covid-19  Distrito Federal  História  Justiça  Maranhão  Medida Provisória  Ministério da Saúde  Partidos  PDT  Pernambuco  Política  PSDB  Rede  Rede Sustentabilidade  Redes Sociais  Rio Grande do Norte  São Paulo  Saúde  Saúde Pública  Senador Humberto Costa  Senador Izalci Lucas  Senador Jean Paul Prates  Senador Randolfe Rodrigues  Sustentabilidade 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo