Eduardo Braga defende intervenção Federal na saúde do Amazonas — Rádio Senado
Coronavírus

Eduardo Braga defende intervenção Federal na saúde do Amazonas

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) defendeu que seja decretada intervenção Federal na saúde do Amazonas. O estado passa por um aumento explosivo nos casos de covid-19 e sofre com o desabastecimento de oxigênio para atender aos pacientes internados. A intervenção federal supriria temporariamente a autonomia de um estado, como aconteceu na segurança pública do Rio de Janeiro e em Roraima em 2018. A reportagem é de Marcella Cunha.

15/01/2021, 14h12 - ATUALIZADO EM 15/01/2021, 18h23
Duração de áudio: 02:15
Foto: fvs.am.gov.br

Transcrição
LOC: EDUARDO BRAGA QUER INTERVENÇÃO FEDERAL NA SAÚDE DO AMAZONAS. LOC: O ESTADO REGISTRA RECORDE NOS CASOS DE COVID-19 E SOFRE COM A FALTA DE OXIGÊNIO PARA PACIENTES INTERNADOS. NO FINAL DA TARDE DESTA SEXTA-FEIRA, O SENADOR APRESENTOU OFÍCIO FORMALIZANDO O PEDIDO DE INTERVENÇÃO, NO QUAL ALEGA A SITUAÇÃO CAÓTICA DA SAÚDE NO AMAZONAS. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA. (Repórter) O senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, defendeu que seja decretada intervenção Federal na saúde do estado. O Amazonas passa por um aumento explosivo nos casos de covid-19 e sofre com o desabastecimento de oxigênio para atender aos pacientes internados. (Braga) É hora de intervenção federal, para que o Governo possa ter todos os instrumentos do Governo Federal a sua disposição para estabelecer um estado de Guerra contra o covid-19 e a favor da vida dos amazoneneses. (Repórter) A intervenção federal suprime temporariamente a autonomia de um estado, como aconteceu na segurança pública do Rio de Janeiro e em Roraima em 2018. A medida é decretada pelo Presidente da República e ratificada pelo Congresso Nacional e um interventor é nomeado para assumir a gestão. Segundo Braga, a medida excepcional é a melhor forma de ajudar o estado no momento. (Eduardo Braga) Não é momento de criticar, de apontar o dedo, mas é momento da gente ajudar. Eu tenho conversado com o Ministro da Saúde e tenho dito que a forma da gente ajudar é o governo federal assumindo as rédeas da saúde pública no estado. Afinal de contas, estamos enterrando uma média de quase 200 amazonenses por dia. (Repórter) Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, o Amazonas registrou recorde nos casos de covid-19 nesta quinta-feira. O número de contágios em 24h foi de 3 mil e 800 casos, mil a mais que o maior número anterior, registrado em maio. As internações passam de 250 por dia. Profissionais de saúde relatam a falta de tubos de oxigênio para auxiliar os pacientes com dificuldades respiratórias em Manaus. Eles estão sendo transferidos para sete capitais brasileiras e para o Distrito Federal, segundo o Ministério da Saúde. Para diminuir o número de novos contágios, o governador Wilson Lima editou um decreto que institui toque de recolher em todo o estado das 19h às 6 horas da manhã.

Ao vivo
00:0000:00