IBGE aponta crescimento 7,7% no PIB no 3º trimestre — Rádio Senado
Economia

IBGE aponta crescimento 7,7% no PIB no 3º trimestre

O Produto Interno Bruto do Brasil cresceu 7,7% no 3º trimestre, na comparação com os três anteriores, confirmando a saída do país da chamada recessão técnica, segundo o IBGE. A expansão da economia foi recorde no terceiro trimestre, mas ainda insuficiente para recuperar as perdas vistas no ápice da pandemia do novo coronavírus. Os detalhes com o repórter Pedro Pincer.

07/12/2020, 12h38 - ATUALIZADO EM 07/12/2020, 12h38
Duração de áudio: 02:15
Foto: Randolf Berold/stockphoto/direitos reservados

Transcrição
LOC: IBGE APONTA CRESCIMENTO 7,7% NO PIB DO SEGUNDO PARA O TERCEIRO TRIMESTRE. LOC: APESAR DO RESULTADO, PERDAS COM A PANDEMIA AINDA NÃO FORAM RECUPERADAS. O REPÓRTER PEDRO PINCER TEM OS DETALHES : (Repórter) O Produto Interno Bruto do Brasil cresceu 7,7% no 3º trimestre, na comparação com os três anteriores, confirmando a saída do país da chamada recessão técnica, segundo dados divulgados pelo IBGE. A expansão do PIB foi recorde no terceiro trimestre, mas ainda insuficiente para recuperar as perdas vistas no ápice da pandemia do novo coronavírus. Com o resultado, a economia reverteu parte das perdas com a covid-19, mas a alta foi insuficiente para compensar o colapso no 1º trimestre de menos 1,5% e no 2º trimestre de menos 9,6%. O diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente do Senado, Felipe Salto, prevê que o PIB deve crescer 2,8% no ano que vem, depois de uma recessão 5% neste ano. (Felipe Salto) A recuperação não vai ser provavelmente no modelo chamado de V, quer dizer, uma queda muito abrupta, depois uma recuperação muito abrupta. Provavelmente, será uma recuperação mais lenta e o nível de atividade econômica do pré-crise só deverá ser alcançado em 2022. (Repórter) O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, considera natural o crescimento após a série de resultados ruins. Ele aposta que a vacinação minimizará as perdas econômicas com a pandemia. (Randolfe Rodrigues) É de imediato encontrar a vacina, o governo brasileiro ter uma política para a vacina, o que me parece não estar sendo a prioridade do governo. (Repórter) Já o senador Carlos Viana, do PSD mineiro, citou os sinais da retomada de empregos e de crescimento econômico. (Carlos Viana) E o ponto mais importante é de que o Brasil tem hoje um juro negativo e uma taxa de dólar alta, o que facilita as exportações e os investimentos na produção (Repórter) O crescimento 7,7% no 3º trimestre foi o maior já registrado na série histórica do IBGE iniciada em 1996. Até então, a maior taxa tinha sido a do 3º trimestre daquele ano de 4,3%.

Ao vivo
00:0000:00