Futebol

Jogo da Seleção sem TV aberta motiva debate sobre direitos de transmissão

02:19Jogo da Seleção sem TV aberta motiva debate sobre direitos de transmissão

Transcrição LOC: AUSÊNCIA DOS JOGOS DO BRASIL EM TV ABERTA REPERCUTE ENTRE SENADORES LOC: PORTARIA FLEXIBILIZOU HORÁRIO DA VOZ DO BRASIL PARA FAVORECER AS TRANSMISSÕES PELO RÁDIO. REPÓRTER PEDRO PINCER: TÉC: O torcedor brasileiro viveu uma experiência rara durante a partida entre Uruguai e Brasil, na terça-feira. Enquanto a seleção vencia mais uma partida nas Eliminatórias para a Copa de 2022, nenhum canal de TV aberta transmitia o jogo em Montevidéu. A crise financeira em razão do novo coronavírus e uma negociação agressiva por parte da empresa que negocia os direitos de transmissão das Eliminatórias são alguns dos pontos que levaram a essa situação. O senador Jorge Kajuru, do Cidadania de Goiás, que foi jornalista esportivo, protestou. (Jorge Kajuru) Um jogo da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa, a gente não pôde ver por TV aberta, isso é um absurdo. Você teve que procurar uma TV por assinatura, que ela não tem nem assinantes, ela tem testemunhas, quer dizer, você não consegue ver uma seleção brasileira jogar. (REP): Especialista em direito desportivo, o senador Carlos Portinho, do PSD do Rio de Janeiro, defendeu a análise de uma nova Lei do Esporte, que aumente a concorrência e permita que o torcedor tenha mais acesso às partidas dos seus times. (Carlos Portinho 25) O setor precisa, sem dúvida gerar novas receitas e se atualizar aos novos e modernos meios de comunicação e plataformas streaming de transmissão. E aí há uma oportunidade enorme de mercado. É lógico que não agrada ninguém não poder assistir um jogo da seleção brasileira e acrescento mais, um jogo do seu próprio clube. REP: Já a transmissão pelo rádio pode ficar mais fácil. O Ministério das Comunicações publicou portaria que autoriza a flexibilização do horário da Voz do Brasil, no caso de emissoras que queiram transmitir os jogos. Quem explica é o secretário de Radiodifusão da pasta, Maximiliano Martinhão (Maximiliano Martinhão) O ministério, atendendo a pedido das associações de empresas de radiodifusão e considerando a importância do futebol na cultura brasileira e como meio de entretenimento, entendeu bem flexibilizar o horário da Voz do Brasil em prestígio à transmissão dos jogos da seleção brasileira, mas também para transmissão do Campeonato Brasileiro e da Libertadores. REP: A flexibilização do horário valerá para transmissões de jogos com início marcado entre às 19h e às 20h30, desde que o programa seja transmitido sem cortes, com início até as 23h do mesmo dia. Da Rádio Senado, Pedro Pincer

O torcedor brasileiro viveu uma experiência rara durante a partida entre Uruguai e Brasil, na terça-feira. Enquanto a seleção vencia mais uma partida nas Eliminatórias para a Copa de 2022, nenhum canal de TV aberta transmitia o jogo em Montevidéu. A crise financeira em razão do novo coronavírus e uma negociação agressiva por parte da empresa que negocia os direitos de transmissão das Eliminatórias são alguns dos pontos que levaram a essa situação. Os detalhes com o repórter Pedro Pincer.

TÓPICOS:
CBF  Cidadania  Comunicação  Coronavírus  Cultura  Empresas  Esporte  Futebol  Goiás  Meios de Comunicação  PSD  Radiodifusão  Rio de Janeiro  Senador Carlos Portinho  Senador Jorge Kajuru  Uruguai  Voz do Brasil 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo