Diego Tavares defende flexibilização do uso do Fust para melhorar acesso à internet nas escolas — Rádio Senado
Fundo de Telecomunicações

Diego Tavares defende flexibilização do uso do Fust para melhorar acesso à internet nas escolas

Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, o Fust, pode ser flexibilizado para incluir entre seus objetivos a melhoria do acesso à internet de qualidade nas escolas do país. Proposta com esse objetivo (PL 172/2020) é defendida pelo senador Diego Tavares (PP-PB). Na condição de relator, ele ressaltou que durante a pandemia muitos estudantes estão sem aula por falta de acesso à internet. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

23/10/2020, 12h29 - ATUALIZADO EM 23/10/2020, 12h29
Duração de áudio: 01:32
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Transcrição
LOC: RELATOR DEFENDE PROPOSTA QUE FLEXIBILIZA A UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE UNIVERSALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES. LOC: SENADOR DIEGO TAVARES AFIRMA QUE RECURSOS DEVEM ESTIMULAR O DESENVOLVIMENTO DO ACESSO À INTERNET NAS ESCOLAS DO PAÍS. MAIS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER RODRIGO RESENDE: (Repórter) O senador Diego Tavares, do PP da Paraíba, defendeu proposta que flexibiliza a utilização dos recursos do Fust, Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações. O tema está em debate no Congresso desde 2007. Para Diego, que é relator do projeto, a ideia é que o Fundo não fique restrito a investimentos em telefonia fixa, mas que possa ser usado para melhorar o acesso à internet nas escolas do país. (Diego Tavares) Durante a pandemia, ficou clara e explícita para o País a grande desigualdade social e digital que existe. Nós tivemos um período em que ficou evidente a dificuldade de as pessoas de alta vulnerabilidade terem acesso à internet. (Repórter) O senador da Paraíba lembrou a dificuldade dos estudantes mais carentes no acesso às aulas remotas neste ano. (Diego Tavares) Segundo o Ipea, nós temos 36 milhões de brasileiros que ou têm internet precária ou nem sequer têm internet, dos quais 6 milhões, durante este período, tiveram dificuldade de acesso ao nosso ensino. (Repórter) De acordo com Dados da Agência Nacional de Telecomunicações, a ANATEL, o Fust arrecadou R$ 22 bilhões entre 2001 e 2019. O Fundo é formado pelo pagamento de 1% do valor da receita operacional bruta mensal das empresas que prestam serviços de telecomunicações. PROJETO: PL 172/2020

Ao vivo
00:0000:00