Carlos Portinho vai assumir vaga de Arolde de Oliveira no Senado — Rádio Senado
Falecimento

Carlos Portinho vai assumir vaga de Arolde de Oliveira no Senado

Com a morte do senador Arolde de Oliveira, do PSD do Rio de Janeiro, assumirá o mandato no Senado Carlos Portinho, de 47 anos. Ele foi secretário municipal de Habitação da capital fluminense no mandato de Eduardo Paes e em 2014, foi secretário estadual de Meio Ambiente, na gestão de Luiz Fernando Pezão. O líder do PSD no Senado, Otto Alencar (BA), lamentou a morte do colega. O repórter Pedro Pincer tem mais informações.

22/10/2020, 13h38 - ATUALIZADO EM 22/10/2020, 13h38
Duração de áudio: 01:21
Foto: Prefeitura do Rio de Janeiro

Transcrição
LOC: ESPECIALISTA EM DIREITO DESPORTIVO CARLOS PORTINHO VAI ASSUMIR VAGA DE AROLDE DE OLIVEIRA NO SENADO. LOC: PARLAMENTAR DE 83 ANOS FALECEU EM DECORRÊNCIA DO NOVO CORONAVÍRUS. A REPORTAGEM É DE PEDRO PINCER (Repórter) Com a morte do senador Arolde de Oliveira, do PSD do Rio de Janeiro, assumirá o mandato no Senado o primeiro suplente, Carlos Portinho, de 47 anos. Advogado formado pela PUC-RJ, se especializou em Direito Desportivo com pós-graduação em Direito Público e Tributário. Foi vice-presidente Jurídico do Flamengo e chegou a advogar no Tribunal Arbitral do Esporte na Suíça, especialmente na defesa de atletas acusados de doping. Em 2014, foi secretário de Estado do Meio Ambiente, na gestão de Luiz Fernando Pezão. Antes disso, foi secretário de Habitação da capital no mandato de Eduardo Paes. Pelas redes sociais, Portinho disse que o País perde um grande homem público e destacou a trajetória política de Arolde de Oliveira, chamado de parlamentar experiente, talentoso e visionário. O líder do partido no Senado, Otto Alencar, da Bahia, lamentou a morte do colega. (Otto Alencar 25) Porque ele fez uma história de vida, construiu uma história de vida pautada em todas as virtudes inerentes a um homem público. Esse período inteiro nunca teve, em nenhum momento da sua vida um ato que pudesse deslustrar, ofuscar sua imagem, dignidade e honra. Portanto, o Arolde deixa um vazio muito grande (Repórter) Otto informou que a sala da liderança do PSD no Senado passará a se chamar Senador Arolde de Oliveira.

Ao vivo
00:0000:00