Falta acordo no Congresso para apreciar vetos de Bolsonaro — Rádio Senado
Agenda

Falta acordo no Congresso para apreciar vetos de Bolsonaro

A falta de acordo por parte do governo deverá adiar novamente a sessão do Congresso Nacional destinada à apreciação de vetos. Deputados e senadores da própria base aliada sinalizaram a derrubada de alguns, entre eles, os que ampliam o pagamento do auxílio-emergencial e que prorrogam a desoneração da folha de pagamento. Independentemente desse entendimento, o Plenário do Senado tem votações nesta semana. Segundo o vice-líder do governo no Senado, Izalci Lucas (PSDB-DF), deverão ser apreciados os projetos retirados de pauta, como o que altera a destinação de recursos do FUST – Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações. Mas a pauta poderá ser definida numa reunião de líderes com a presidência do Senado nesta terça-feira. As informações são da repórter Hérica Christian.

05/10/2020, 13h21 - ATUALIZADO EM 05/10/2020, 17h41
Duração de áudio: 01:11
Foto: Pedro França/Agência Senado

Transcrição
LOC: POR FALTA DE ACORDO, SESSÃO DO CONGRESSO NACIONAL DEVERÁ SER ADIADA MAIS UMA VEZ. LOC: SENADORES DEFINEM NESTA TERÇA-FEIRA A PAUTA DA SEAMANA. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN (Repórter) Diante da falta de acordo com o governo, a sessão do Congresso Nacional destinada à apreciação de vetos ainda não foi convocada. Parlamentares aliados já sinalizaram a derrubada da ampliação do pagamento do auxílio-emergencial e da prorrogação da desoneração da folha de pagamento. Independentemente da sessão do Congresso, os senadores deverão definir nesta terça-feira a pauta da semana. Segundo o vice-líder do governo, senador Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal, a ideia é retomar a votação de projetos retirados da pauta, a exemplo do que altera a destinação dos recursos do FUST – Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações. (Izalci Lucas) Pauta normal do Senado, dando continuidade aos projetos que foram retirados da pauta na última sessão como o 172 e uma série de outros que estavam na pauta e foram retirados. Eles devem todos voltar agora. (Repórter) Também foram retiradas da pauta a ajuda financeira a escolas da educação básica, novas regras de adoção de crianças durante a pandemia, a isenção da cobrança de pedágio e a facilitação de empréstimos.

Ao vivo
00:0000:00