Senadores defendem diminuição dos juros do cartão de crédito durante pandemia — Rádio Senado
Coronavírus

Senadores defendem diminuição dos juros do cartão de crédito durante pandemia

Senadores como Eduardo Braga (MDB-AM) e Zenaide Maia (Pros-RN) defendem a redução da taxa de juros do cartão de crédito, principalmente durante a crise do coronavírus. Propostas sobre o assunto (PL 688/2020 e PEC 79/2019) já estão em discussão no Congresso Nacional. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado

27/03/2020, 12h39 - ATUALIZADO EM 27/03/2020, 12h39
Duração de áudio: 01:45
Stockphotos/direitos reservados

Transcrição
LOC: SENADORES DEFENDEM A ANÁLISE DE PROPOSTAS QUE DIMINUAM OS JUROS DO CARTÃO DE CRÉDITO EM FUNÇÃO DO CORONAVÍRUS. LOC: OS JUROS DESSA MODALIDADE DE CRÉDITO PODE CHEGAR A ATÉ TREZENTOS POR CENTO AO ANO. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: (Repórter) O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga, do Amazonas, afirmou que uma das medidas que deve ser discutida no Congresso em relação ao combate ao Coronavírus é a limitação dos juros dos cartões de crédito: (Eduardo Braga) Limitação dos juros do rotativo do cartão de crédito. Neste momento, muitos brasileiros, não porque querem, mas por necessidade, estão comprando parcelado no cartão de crédito, não estão conseguindo pagar a sua fatura do cartão de crédito, e não é justo, mesmo fora da pandemia já é um absurdo a taxa de juros que o crédito rotativo do cartão de crédito cobra, mas de 300% ao ano. Você imagina nesse momento de crise! (Repórter) Um projeto de lei apresentado na Câmara pelo deputado Dênis Bezerra, do PSB do Ceará, quer limitar os juros do cartão durante a pandemia à taxa SELIC, atualmente em 3,75%. No Senado, uma proposta de emenda à Constituição foi apresentada em 2019 pela senadora Zenaide Maia, do Pros do Rio Grande do Norte, e limita a taxa de juros dos cartões de crédito a três vezes a taxa SELIC: (Zenaide Maia) Basta dizer pra vocês que se você compra um celular, ou um computador, notebook, pelo cartão de crédito e por um motivo ou outro, perdeu emprego ou teve salário reduzido, você só consegue pagar a parcela mínima, você paga mais três, ou seja, você compra um e paga três e isso não faz bem a ninguém inclusive ao comércio e à indústria, pois teria como o pessoal comprar mais dois. (Repórter) A PEC apresentada pela senadora Zenaide está em análise na Comissão de Constituição e Justiça sob a relatoria do senador Weverton, do PDT do Maranhão. PROJETOS: PL 688/2020 E PEC 79/2019

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00