Parlamentares entram na justiça contra campanha do governo federal — Rádio Senado
Covid-19

Parlamentares entram na justiça contra campanha do governo federal

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e os deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (PDT-SP) decidiram entrar com pedindo a suspensão imediata de campanha publicitária  veiculada pelo governo federal.  As peças da campanha, que tem o slogan ‘O Brasil Não Pode Parar’ defendem a flexibilização do isolamento social decretado pelos estados dentro das ações de combate ao novo coronavírus. As informações com o repórter Pedro Pincer, da Rádio Senado.

27/03/2020, 20h11 - ATUALIZADO EM 27/03/2020, 20h11
Duração de áudio: 02:06
Foto: Reprodução

Transcrição
LOC: PARLAMENTARES VÃO À JUSTIÇA CONTRA CAMPANHA DO GOVERNO. LOC: AS PEÇAS DEFENDEM A FLEXIBILIZAÇÃO DO ISOLAMENTO SOCIAL, AÇÃO DE COMBATE AO NOVO CORONAVÍRUS, CONFORME VEM PROPONDO O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. AS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER PEDRO PINCER: TÉC: O senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, e os deputados Felipe Rigoni, do PSB do Espírito Santo e Tabata Amaral, do PDT de São Paulo decidiram entrar com ações pedindo a suspensão imediata de campanha publicitária veiculada pelo governo federal. As peças da campanha, que tem o slogan ‘O Brasil Não Pode Parar’ defendem a flexibilização do isolamento social decretado pelos estados dentro das ações de combate ao novo coronavírus, conforme vem propondo o presidente Jair Bolsonaro. Também há previsão de vídeos institucionais. De acordo, com Alessandro Vieira, o lançamento neste momento de uma campanha que não seja baseada no melhor entendimento dos especialistas do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde prejudica o cidadão. (Alessandro Vieira 26”) Infelizmente o presidente persiste numa ideia que já foi vencida em outros países, e a conta paga em mais mortes, em mais prejuízos, em maiores danos para a nação. Então o presidente da República pode muito, e nós somos defensores abertos de que a Presidência precisa ser respeitada, valorizada fortalecida, mas mesmo o presidente está submetido, está limitado àquilo que a Constituição federal define (REP) Já o vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues, do Democratas de Roraima, disse que o país está vivendo uma crise profunda, contra um inimigo invisível. Ele reprovou as críticas aos discursos do presidente Jair Bolsonaro e afirmou que o Executivo está fazendo todos os esforços para que o país saia dessa situação o quanto antes. (Chico Rodrigues) Cada passo que o governo está dando é no sentido de atender a população. E eu tenho certeza absoluta que está sendo feito o possível e nem que tenha que raspar o tacho, o último centavo do governo, com as suas reservas, o governo fará. Serão pelo menos duas ações: uma popular, já protocolada na primeira instância, e outra, no Supremo Tribunal Federal. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.

Ao vivo
00:0000:00