Jaques Wagner critica privatização de empresa da Petrobras — Rádio Senado
Privatização

Jaques Wagner critica privatização de empresa da Petrobras

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado (CDR) promoveu uma audiência pública nesta quarta-feira (08) para discutir a venda da Transportadora Associada de Gás, a TAG, para uma empresa francesa por $ 8,6 bilhões de dólares. O senador Jaques Wagner (PT-BA), que pediu a audiência, lembrou que a venda da TAG está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por não ter passado por uma licitação. O senador baiano considera a venda um mau negócio para a Petrobras e para o país.

08/05/2019, 13h43 - ATUALIZADO EM 08/05/2019, 13h53
Duração de áudio: 02:27
Foto: Pedro França/Agência Senado

Transcrição
LOC: VENDA DA PRINCIPAL EMPRESA DE GÁS DA PETROBRÁS É CRITICADA POR SENADOR DA OPOSIÇÃO. LOC: O ASSUNTO FOI DISCUTIDO DURANTE AUDIÊNCIA PÚBLICA NO SENADO. A REPORTAGEM É DE FLORIANO FILHO. (Repórter) Desde de 2016 a Petrobras acelerou a venda de patrimônio. Foram privatizados blocos do pré-sal, a Nova Transportadora do Sudeste, refinarias e fábricas de fertilizantes. Mesmo assim, a petrolífera brasileira continua como uma das empresas mais endividadas do mundo. Em abril a Petrobrás anunciou o repasse da Transportadora Associada de Gás, a TAG, para a empresa francesa Engie por 8,6 bilhões de dólares. A TAG é estratégica para o Brasil porque seus gasodutos fazem a distribuição do gás natural para grande parte do litoral brasileiro, no trecho entre os estados do Ceará e Rio de Janeiro. A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo promoveu uma audiência pública nesta quarta-feira para discutir inicialmente a venda da TAG, mas acabou também tratando da possibilidade de uma ampla privatização da Petrobras, que é vista com simpatia por setores do atual governo. O senador Jaques Wagner, do PT da Bahia, que pediu a audiência, criticou a ausência de representantes da Petrobras e da Agência Nacional do Petróleo na reunião. Ele lembrou que a venda da TAG está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal por não ter passado por uma licitação. O senador baiano considera a venda um mau negócio para a Petrobras e para o país. (Jaques Wagner) Nós estamos (...) fazendo um processo de privatização (...) ilegal, afrontando o Supremo Tribunal Federal (...) absolutamente obscuro. Não há licitação, não há esclarecimento. Não se sabe qual foi o critério para chegar ao valor. (Repórter) O ex-consultor Legislativo da Câmara dos Deputados, Paulo Ribeiro Lima, também participou da audiência e afirmou que a privatização da TAG não necessariamente vai garantir gás mais barato para os brasileiros. (Paulo Ribeiro Lima) Não contem com grandes volumes de gás disponibilizados na costa do Brasil. Não contem com isso por enquanto. Por quê? Porque não tem regulação. (Repórter) Segundo analistas de mercado, a Petrobras está preparando a venda de mais três gasodutos. Da Rádio Senado, Floriano Filho. REQ 21/2019

Ao vivo
00:0000:00